Meios e Mídias · Paradigmas e comportamentos

De olho na Season Finale: Supernatural

Viu? Não era tão difícil usar o óbvio e ainda deixar margem para a surpresa.  Resolver a situação conflitante e ainda deixar ganchos para a temporada seguinte. Prender a sua atenção e não enfiar o pé na jaca só pela tentação de usar uma idéia (óbvia) que eles acharam que ia ser genial (e nem era). Supernatural termina EXATAMENTE como deveria terminar. Talvez devesse ter terminado MESMO, mas aí é outra discussão.

Deixamos aqui o SPOILER ALERT pros desavisados. Se ainda não tiver assistido o episódio 5×22 Swan Song, volte quando tiver visto…

Continue lendo “De olho na Season Finale: Supernatural”

Meios e Mídias · Paradigmas e comportamentos

Aguardando a Season Finale: Supernatural

Já me disseram que eu tenho o hábito de subverter significados… Fazer o que? Eu tenho mesmo. Seja a minha veia psicótica ou o fato de ter aprendido muito cedo a ler nas entrelinhas, eu sempre vejo muito mais do que me é mostrado e encontro significado profundo nos significantes mais banais. Pilha minha. Deixem-me com a minha loucura.

Então tá, orfã de Lost, assunto segundo o Perninha já morto e enterrado, vamos lá pra minhas outras distrações televisivas, e comecemos com Supernatural, que não é uma série de terror e tenho dito. Ou não é só. Antes de mais nada, eu assisto as séries na televisão, então estou sempre atrasada… e agora mais ainda. Gravadas, esperando por tempo de assistir, vai as vezes quase uma semana se não bem mais, entre o episódio e o tempo aparecer. Assisti ontem Two Minutes to Midnight, o penúltimo episódio da temporada. E cá estou eu aguardando a season finale nesta quinta feira. Mas ainda assim, atrasada ou não, cabe um Spoiller alert pra o que vem a seguir, certo? Pra quem ainda vai assistir a quinta temporada, porque tem sempre alguém mais atrasada que eu! Continue lendo “Aguardando a Season Finale: Supernatural”

Meios e Mídias

Lost Without Lost

Somos os orfãos de LOST. Com o fim da saga de 6 anos perdidos em uma ilha, com todas as metáforas, algumas escancaradas e outras nem tanto, que estar perdido em uma ilha carregava, acabou-se uma era na televisão mundial, algo que se compara, eu acho, ao fim de Arquivo X (com o detalhe de quando arquivo X acabou, ele já tinha acabado há muito tempo, se arrastando moribundo em nossa televisão… Já Lost acabou quando devia acabar, por mais triste que admitir isso seja!).

Eu confesso que assisto muita TV. Com a possibilidade de baixar episódios online e com o recurso de gravá-los na minha TV, qualquer coisa que me prenda minimamente a atenção, merece espaço em um dos meus HDs (o do computador ou o da TV).Mas confesso também que agora tudo tem um gosto meio amargo, ou insosso: não é LOST. Continue lendo “Lost Without Lost”