Meios e Mídias · Pensamentos Aleatórios

Comentários rápidos e aleatórios sobre minhas fotografias

1 – Continuo sem noção de qualidade. Elas funcionam muito mais como lente mágica pra ver o mundo e um contar de uma história, ou seja, é mais sobre significado que sobre fotografia em si. O único feedback mais técnico que recebo é do Paulo , mas ele sempre foi too kind to be true. 😛

2 – Segundo minha irmã, é possivel notar uma mudança de olhar das primeiras pras últimas. Mas sabe lá o que isso significa.

3 – Não sei se estou perdendo o jeito, ou ficando mais exigente. Antes, de cada lote, eu aproveitava a maioria. Agora eu descarto a maioria.

4 – Por outro lado, nao sei se estou ficando melhor ou mais deslexada (ou confiante). Cada vez mais a quantidade de filtros de efeito vão diminuindo. E já começam a aparecer fotos onde mesmo filtros de correção são só de leve…  Já teve foto que tudo que eu fiz foi colocar borda. Em compensação, estou abusando do crop e de correção de lente em relação ao horizonte.

5 – Babando por uma câmera semi-profissional. A máe tá baleadinha, então fica chato de vender… alguém quer comprar um filho? Aceito troca por uma Kodak EasyShare Z900…  (JUST KIDDING! OR NOT! )

6 – Se alguém quiser dar uma olhadinha, as fotos moram em THROUGH MY OLD SOUL.

Anúncios
Cotidiano

Eu e meus exercícios de paciência

Eu sou a mais impaciente das criaturas. Sempre fui, e a fama da minha impaciência me antecede. Alias, cruamente falando, eu sou uma pessoa de péssima fama: impaciente, neurótica, workaholic, dramática, pouco maternal (como é que é a parada, Marcelinho? “No dia que sai de casa, minha mãe me disse… Juízo, e vai logo que estou tomando chuva!”). Fazer o que? A gente é o que a gente é! Anyway, eu sou a mais impaciente das criaturas. Mas por alguma razão que não sei qual é, eu sempre sou atraída, tal e qual imã, para os passatempos que exigem grande quantidade de o que? o que? justamente paciência. Continue lendo “Eu e meus exercícios de paciência”