Crônicas do Cotidiano · Pensamentos Aleatórios · poesia

Se hay… soy contra

Nada estará bom.
Há falta. Ausência. Silêncio.
Há excesso. Cobrança. Barulho.

Nada estará inteiro. Centrado. Completo.
Nada será suficiente.

Haverá sempre essa ânsia.
Porque somos aqueles que desejam o desejo até o ponto onde ele é nosso.
E então de súbito…

Nada estará bom.
Não era bem isso.
Não nos preenche mais.

Estamos fadados a sermos oposição.
Ferrenha. Desesperada. Descontrolada.
A nós mesmos.

(Para o momento político. Para o momento emocional. Para o momento existencial.
Título roubado do comentário aleatório, da conversa aleatória plus da polêmica ainda mais aleatória do que funciona ou não  funciona e do nome da Cegonha, Siriema, Garça…)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s