As Vezes

As vezes parece que é necessário ser quem não se é para ter aquilo que uma vez se quis.

Gestos mais largos. Mais comedidos.
Palavras mais soltas. Silêncios mais frequentes.

É preciso adivinhar. Antever. Pressupor.
Não ter defeitos. Não ter história. Fazer milagres.

Anunciar todos os seus esforços. Não anunciar nenhum deles.

Estar sempre presente. Ser invisível.
Pisar em ovos. Polir cristais. Alimentar leões.

E entender que apesar de, nunca é bom o bastante. Nem quando é bom pra você.

As vezes parece que é preciso deixar de querer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s