Eu no Espaço Imoral


Amanhã, mais precisamente a zero hora e um minuto (:))  começa minha participação no Espaço Imoral com o post A arte imponente de Rudy Herczog (Rochr). Em princípio, trata-se de uma participação semanal, prestigiando artistas renomados e/ou apresentando novos nomes.

Confesso que dei uma apavorada quando recebi o convite. Mais trabalho (pro-bono, as always… Essa é a história da minha vida! 🙂 ), uma baita responsabilidade (o site é super bem acessado e sempre com excelentes sugestões de artistas inusitados, diferentes, interessantes e cá entre nós, eu sou um tanto quanto mais do mesmo!) e ver arte e dar palpite é uma coisa, escrever texto sobre arte, é outra completamente diferente: eu lá sei do que estou falando?

Mas estamos falando de mim, não é não? E eu lá perco oportunidade de dar pitaco, falar, escrever, seja onde for? Além da gentileza do convite do Bronx, que mal me conhece e confiou a mim essa responsabilidade.  E mesmo antes da estréia, já está sendo divertido.  Os primeiros 3 posts sairam na água do banho, como dizia a minha vó: Rudy Herczog que é um artista o qual babo os trabalhos em fóruns de arte 3D já tem é tempo (quando eu crescer quero ser igual a ele!) e mais outros 2 nomes que não vou estragar a surpresa contando quem é, mas meus amigos mais próximos também conhecem e sabem que eu admiro muito o trabalho deles. Foi só dar uma pesquisadinha na biografia dos caras e selecionar alguns trabalhos, porque eu já sabia exatamente o que eu ia dizer sobre eles.  Os seguintes (e já tem vários arquivos prontos!) é que se deu em um processo diferente, e ajudou a diminuir o meu medo de “será que eu vou conseguir garimpar gente interessante pra mostrar depois que acabar a lista dos artistas de quem sou fã de carteirinha?”

É que  aconteceu o inesperado: enquanto ia tentando listar de cabeça nomes de artistas que gosto, e dando uma pesquisada básica para deixar pelo menos o nome dos sites oficiais já salvos por aqui, fui achando outras pessoas, e através dessas pessoas, outras mais, e no sites que falavam dessas outras, links para galerias inteiras, especialmente ilustradores (que, junto com modelagem 3d, é onde fica minha zona de segurança, porque consigo ter uma noção da dificuldade e trabalho empenhados alí), mas também em outras áreas de artes visuais. Acredito que, principalemente se a participação continuar semanal, ou no máximo duas vezes por semana (até porque muito mais do que isso ia me bagunçar a vida, porque se tive tempo esses últimos dias, nada garante que vou ter na próxima semana, mês, meses…), vou ter material para mostrar por muitas semanas ainda, antes de secar a fonte e ter que sair garimpando de novo.

Vocês vão notar com o passar do tempo que as sugestões do Bronx são mais contundentes e inusitadas, e as minhas, mais “”comportadas”” no sentido de serem materiais mais mundanos, digamos assim, cujo detalhamento, talento ou técnica empregada pelo artista faz o diferencial e os destaca no cenário da arte contemporânea.

No começo isso me preocupou também, por que o Espaço Imoral tem esse cunho meio vanguardista. Mas vanguarda é um conceito relativo e pessoal assim como a arte: vanguarda do que, cara pálida?  E acredito de coração que vou poder dar uma contribuição interessante, ampliando o range do E.I. (eu já apelidei o pobre do blog do pobre do Bronx, mania de criar abreviações, liguem não!) mesmo que só um pouquinho.

Espero que vocês gostem do que andei selecionando, e vejo vocês lá no Espaço Imoral. (E COMENTEM LÁ, DO JEITINHO QUE VOCÊS NÃO FAZEM AQUI… 🙂  SENÃO VÃO ACHAR POR LÁ QUE EU SOU UMA POBRE ENJEITADA, HEIM? Aqui eu já me acostumei e me conformei, né? )

Anúncios

6 comentários sobre “Eu no Espaço Imoral

  1. OK, como mala oficial dos seus blogs decreto que estenderei meus domínios ao Espaço Imoral. Que seja feita a minha vontade….

    1. Você já é figurinha carimbada, o que agradeço, ou ia ter a nítida impressão de estar escrevendo para as paredes… pior que tem gente que EU SEI QUE ME LÊ, e até fala coisas relativas aos meus posts em DM, email, etc… mas no blog que é bom, nunca comentou! 🙂

  2. o que preferes, arte contundente ou palavras contundentes?

    eu particularmente me satisfação com um mix dos dois, ora um, ora outro, logo, te encaro como alguém a completar o Esp. Imoral!

    bjo
    Bronx

    1. A responsabilidade e o risco é todo seu! 🙂 E agradeço de qualquer forma!

      Falando nisso e ao mesmo tempo, mudando de assunto, tem uns emails na sua caixa postal de sugestões meio fora do padrão. Quando puder responde, preu saber se vou publicar lá ou aqui! 🙂

      beijos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s